Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Águia de duas cabeças Jogadores suíços tomam só multa da FIFA

Os dois jogadores suíços de origem albanesa fazendo o símbolo da águia de duas cabeças

O incidente reavivou velhos debates e questões na imprensa sobre o quão "suiça" é a seleção nacional.

(Keystone)

Xherdan Shaqiri, Granit Xhaka e Stephan Lichtsteiner não serão banidos por causa dos gestos lembrando o símbolo nacional albanês para comemorar os gols da seleção suíça contra a Sérvia. 

A Fifa na segunda-feira multou Shaqiri e Xhaka em CHF 10.000 (US$ 10.130) cada, e o capitão da Suíça, Lichtsteiner, em CHF 5.000 por "comportamento antidesportivo contrário aos princípios do fair-play".

A comissão disciplinar da Fifa tinha o poder de banir os jogadores por dois jogos se suas ações na vitória de sexta-feira por 2 a 1 sobre a Sérvia, em Kaliningrado, fossem julgadas como provocação ao público.

Todos os três jogadores também receberam uma reprimenda, mas foram liberados para jogar no próximo jogo da Suíça contra a Costa Rica, na quarta-feira.

Xhaka e Shaqiri, que há dois anos estavam ganhando 85.000 francos suíços por semana jogando pelo Stoke City, são de origem albaneses do Kosovo e fizeram o gesto da águia de duas cabeças, simbolizando a bandeira albanesa, depois de marcar seus gols.

No domingo, Peter Gilliéron, diretor da Associação Suíça de Futebol, disse em entrevista à televisão pública suíça, SRF, que era uma pena que a controvérsia política e a investigação estivessem diminuindo o que deveria ser o foco da Copa do Mundo: o esporte em si.

O gesto dos jogadores se refere às tensões que persistem na região desde os anos 1990, quando os Bálcãs entram em conflito.

+ A seleção suíça, e suas origens étnicas

+ Suíça tem longa história de cooperação com o Kosovo

O incidente levou partes da imprensa suíça a relembrar antigos debates e questões sobre o quão "suíça" é a seleção nacional.

O ministro dos Esportes, Guy Parmelin, e o ministro das Relações Exteriores, Ignazio Cassis, defenderam os jogadores em uma entrevista ao jornal NZZ am Sonntag.

"Se você estivesse lá no jogo e experimentasse a atmosfera carregada, você realmente apreciaria a conquista da equipe nacional suíça, e entenderia que as emoções podem causar confusão com um jogador", disse Parmelin, que estava presente no estádio para assistir à vitória suíça por 2-1.

Também na segunda-feira, a federação sérvia foi multada em CHF 54.000 e advertida por uma "exibição de mensagens e cartazes discriminatórios" pelos fãs, enquanto seu presidente Slavisa Kokeza e o técnico da seleção Mladen Krstajic foram multados em CHF 5.000 cada e advertidos por comentários feitos por eles depois do jogo.


swissinfo.ch/ets, SDA-ATS/ln/ts

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.