Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

#swisshistorypics Na pista de Louis de Boccard

Curiosidade e um golpe de sorte levaram o fotógrafo Nicolas Savary às descobertas de Louis de Boccard, que deixou sua casa em Friburgo em 1889 para explorar a América do Sul. Uma exposição em Lausanne presta homenagem ao aventureiro suíço.

Foi um albatroz que mudou a vida de Louis de Boccard. Segundo a lenda, o pássaro exausto caiu do céu no barco que transportava o jovem suíço para a Argentina.

Nascido em 8 de maio de 1866 em Friburgo, Louis de Boccard havia emigrado como muitos outros suíços na época. Chegou à Argentina em 1889 e trabalhou primeiramente em uma fábrica de queijos na província de Buenos Aires. Depois de um ano, graças à sua preparação do fatídico albatroz, foi contratado como curador anatômico e preparador pelo Museu de La Plata.

Uma pilha de cartas antigas e uma câmera

Sabemos tudo isso devido a outra coincidência. Em 2010, o pai de Nicolas Savary, um negociante amador de artefatos, descobriu um baú antigo durante o leilão dos pertences da casa da família de Boccard, em Villars-sur-Glâne, perto de Friburgo. O conteúdo - uma pilha de cartas antigas, um diário de bordo, livros e fotografias - pertencia a de Boccard, e assim começou a pesquisa de Savary sobre o misterioso aventureiro. Savary não apenas fez a curadoria do material legado, mas também viajou para a Argentina seguindo as pegadas de Boccard com sua câmera. A exposição mistura registros das observações, separadas por mais de um século, dos dois homens no continente sul-americano.

A compilação do arquivo de Nicolas Savary e de Boccard pode ser vista na exposição "Conquistador", em cartaz no Musée Elysée em Lausanne até 6 de maio.