Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

A questão do Irã Suíça continua respeitando acordo nuclear, apesar da retirada dos EUA

mural e tráfego em Teerã

O sentimento anti-americano presente em murais espalhados em Teerã reflete a tônica do governo face a intransigência da administração Trump em torno do acordo nuclear assinado por Barack Obama.

(Copyright 2018 The Associated Press. All rights reserved.)

A Suíça expressou sua preocupação com as possíveis conseqüências da saída dos Estados Unidos do acordo nuclear internacional com o Irã. Mas as autoridades suíças afirmam que isso não muda a posição do país, que continua respeitando o acordo.

No entanto, a decisão de Washington não significa o fim do acordo, conforme disse o Ministério das Relações Exteriores à agência de notícias SDA na noite de terça-feira. A Suíça está pedindo a todas as partes que mantenham a contenção e continuem cooperando.

A situação legal da Suíça em relação ao Irã não muda após quaisquer decisões dos EUA sobre questões de sanções, observa o Ministério das Relações Exteriores. A Suíça continuará a implementar integralmente todos os seus compromissos sob a Resolução 2231 da ONU.

No entanto, as ações americanas aumentam a incerteza política sobre o futuro do acordo nuclear e, portanto, também aumenta a incerteza jurídica para as empresas suíças - em particular, intermediários financeiros no comércio com o Irã.

A Suíça tem representado os interesses dos EUA em Teerã desde a crise dos reféns de 1980. A Seção de Interesses Estrangeiros em Teerã cuida de todos os assuntos consulares dos EUA no país.

Acordo de Lausanne Suíça se prepara para fazer negócios com Irã

Representantes de empresas da Suíça estão começando a explorar o potencial comercial com o Irã, apesar dos negócios com o país dos aiatolás ...



swissinfo.ch/ets

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.