Direto para o contenido
Your browser is out of date. It has known security flaws and may not display all features of this websites. Learn how to update your browser[Fechar]

A Rota do Sbrinz


Na trilha dos tropeiros alpinos



Incorporar

A cada ano, cerca de trinta homens e mulheres em trajes de época atravessam os Alpes por trilhas antigas com mulas e burros carregados de mercadorias. No caminho de 150 km que liga o lago de Lucerna a Domodossola, na Itália, a caravana é acompanhada por muitos passantes.

Durante séculos, os "Säumer" ou tropeiros, cuidaram do transporte pelos Alpes de diversas mercadorias destinadas à Itália. O queijo suíço Sbrinz fazia parte dessas exportações. No caminho de volta, os tropeiros traziam vinho, arroz, castanhas, seda e especiarias. Os mercadores ficavam com os lucros e os tropeiros com os calos no pé.

Estas viagens eram difíceis e perigosas. Mudanças de temperatura, mudanças bruscas de tempo, bandidos e traficantes complicavam a vida dos Säumer.

Hoje, o turismo desenvolvido por essas trilhas garante o sustento das famílias que moram nesses vales remotos. Mas restaurar a rota do sbrinz por esses caminhos é mais do que uma atração turística. É uma viagem ao passado que surpreende pela sua extrema lentidão.

(Fotos e som: Daniel Rihs; texto: Daniel Rihs, Gaby Ochsenbein, swissinfo.ch)


Adaptação: Fernando Hirschy