AFP

Carro da equipe Venturi de Fórmula E, em Paris, no dia 23 de abril de 2016

(afp_tickers)

Um veículo elétrico construído por uma equipe de engenheiros da empresa Venturi, com sede em Mônaco, e da Universidade Estadual de Ohio quebrou o recorde mundial de velocidade em terra - anunciou o fabricante em um comunicado.

Dirigido pelo piloto de testes Roger Schroer, o Venturi Buckeye Bullet 3 (VBB-3) atingiu uma velocidade média de 549,43 km/h e uma velocidade máxima de 576 km/h durante um percurso de 1,6 km no lago salgado de Bonneville (Bonneville Salt Flats), perto de Salt Lake City, no estado americano de Utah, na segunda-feira (19).

O recorde anterior, de 495 km/h, foi registrado em 2010 pelo antecessor do VBB-3, o VBB-2.5.

Há três anos, a equipe do VBB-3 esperava poder estabelecer novos recordes neste deserto de sal, que apresenta condições perfeitas para esse tipo de teste extremo, mas esforços anteriores foram cancelados devido ao mau tempo em Bonneville.

"É um alívio, porque nós estávamos esperando por esse resultado há três anos", disse o proprietário da Venturi, Gildo Pallanca Pastor, em um comunicado.

"Os avanços registrados neste ano são um passo muito importante para a nossa meta de atingir 643,7 km/h", comemorou o diretor de Pesquisas do Centro de Pesquisa Automotiva da Universidade Estadual de Ohio, Giorgio Rizzoni.

afp_tickers

 AFP