AFP

(Arquivo) Letreiro do aeroporto de Bruxelas, no dia 1º de maio de 2016

(afp_tickers)

Dois voos internacionais pousaram sem incidentes no aeroporto de Bruxelas na noite desta quarta-feira (10), após um alerta de bomba que se revelou falso - informou o Ministério Público belga.

Os aviões envolvidos pertenciam à companhia aérea escandinava SAS e vinham de Oslo e Estocolmo, destacou o porta-voz do MP, Eric Van der Sijpt, que não descreveu a natureza das ameaças.

"Ainda há uma investigação em andamento que diz respeito a uma possível ameaça", explicou à AFP.

"Mas pelo menos as desses dois voos são falsas", destacou, recusando-se a explicar em que consistiria a outra eventual ameaça.

Uma fonte do aeroporto informou à AFP que medidas preventivas foram tomadas nas instalações que foram alvo de atentados terroristas em março passado.

"Foram tomadas medidas de segurança, mas tudo voltou à normalidade. O alerta de bomba terminou", destacou a fonte sob a condição de ter sua identidade preservada.

A emissora belga VRT tinha reportado mais cedo sobre um alerta de bomba para dois voos com destino a Bruxelas, o qual, segundo as autoridades belgas, não era sério. O primeiro voo, da companhia SAS, procedente de Oslo, aterrissou sem problemas, segundo a VRT.

O outro voo citado pela emissora, da companhia Air Arabia Maroc, foi desviado e pousou em Toulouse, na França. Segundo os veículos de comunicação, era procedente da cidade de Nador.

A porta-voz do procurador declarou não ter informações sobre esse segundo voo.

A Bélgica está em alerta desde que dois atentados no aeroporto e no metrô de Bruxelas deixaram 32 mortos, em 22 de março passado. Os ataques foram reivindicados pelo grupo extremista Estado Islâmico (EI).

No último sábado (6), um argelino feriu com um machado dois policiais na cidade de Charleroi, em um ataque também reivindicado pelo EI. O agressor foi morto por outro policial.

afp_tickers

 AFP