Boa parte das ações caem em Wall Street


 AFP

Wall Street, perto do prédio da Bolsa de Nova York, em 9 de novembro de 2016

(afp_tickers)

As ações da Bolsa de Nova York sob pressão nesta segunda-feira em Nova York, especialmente as do setor bancário, em meio a dúvidas sobre a eliminação das regulamentações financeiras, como prometeu o presidente americano Donald Trump.

O índice industrial Dow Jones recuou 0,04%, a 20.905,86 unidades; o tecnológico Nasdaq subiu 0,01%, a 5.901,53 unidades; e o S&P 500 caiu 0,20%, a 2.373,47 unidades.

Os bancos foram os grandes beneficiários da incessante alta de Wall Street desde a vitória de Trump em novembro, com a promessa de eliminar regulamentações; incluindo impostos ao setor financeiro na crise de 2008.

O mercado, entretanto, não tem visto avanços nesse sentido por parte da Casa Branca, o que nesta segunda-feira gerou uma queda nas ações do JPMorgan Chase, Bank of America e de outros bancos.

"Os bancos estão pressionados porque a reforma das regulamentações não avança rapidamente e estão passando por um duro trimestre", disse Chris Low, economista-chefe do FTN Financial.

O mercado de títulos subiu. Às 20H30 GMT, o rendimento dos bônus do Tesoro a 10 anos caiu para 2,463% contra 2,502% de sexta-feira. O dos bônus a 30 anos caiu para 3,076% de 3,109% da sessão anterior.

AFP

 AFP