AFP

(Arquivo) Supostos migrantes sentam em uma cerca que separa o Marrocos e o enclave de Melilla, no dia 11 de fevereiro de 2015

(afp_tickers)

Quarenta pessoas, de um grupo de 150, conseguiram neste sábado superar a barreira de Melilla, que separa a Espanha do Marrocos e entrar no encrave espanhol, segundo as autoridades locais.

Para poder atravessar a barreira de seis metros de altura, os migrantes usam botas de escalada, mas também têm de superar as barreiras com arames farpados.

As pessoas que entram em Ceuta e Melilla são levados para centros de alojamento temporários. No entanto, poucos conseguem o estatuto de refugiado, já que as autoridades acreditam que a maioria é de migrantes econômicos.

Em 2015, foram registradas 3.845 entradas de pessoas sem deocumentos na Espanha, segundo dados da Organização Internacional para as Migrações (OIM).

afp_tickers

 AFP