AFP

(Arquivo) Paul Manafort, questionado chefe de campanha de Donald Trump envolvido em uma investigação por corrupção na Ucrânia, renunciou nesta sexta-feira

(afp_tickers)

Paul Manafort, questionado chefe de campanha de Donald Trump envolvido em uma investigação por corrupção na Ucrânia, renunciou nesta sexta-feira, anunciou o candidato republicano.

"Nesta manhã Paul Manafort ofereceu, e eu aceitei, sua renúncia da campanha", disse Trump em um comunicado, no qual também expressou seu agradecimento pelo trabalho do ex-assessor.

Trump contratou Manafort, que assessorou o ex-presidente ucraniano e pró-russo Viktor Yanukovych, no início do ano para impedir o que parecia então uma disputada corrida pela indicação presidencial do Partido Republicano

Na quarta, o magnata já anunciara uma nova modificação de sua equipe, a segunda em dois meses.

Paul Manafort havia mantido seu título de diretor de campanha, mas foi colocado de lado com a nomeação de uma nova chefe de campanha, Kellyanne Conway, e de um diretor-geral de campanha, Steve Bannon.

afp_tickers

 AFP