AFP

(Arquivo) A Justiça de Seul acusou nesta segunda-feira a Coreia do Norte de ter hackeado contas de e-mail de dezenas de autoridades sul-coreanas este ano, no mais recente de uma série de ataques atribuídos a Pyongyang

(afp_tickers)

A Justiça de Seul acusou nesta segunda-feira a Coreia do Norte de ter hackeado contas de e-mail de dezenas de autoridades sul-coreanas este ano, no mais recente de uma série de ataques atribuídos a Pyongyang.

As investigações revelaram que um "grupo suspeito vinculado a Coreia do Norte" tentou hackear os e-mails de 90 pessoas, incluindo dirigentes dos ministérios dsa Relações Exteriores, Defesa e Unificação, entre janeiro e junho", afirma um comunicado da Promotoria.

"Roubaram as senhas de 56 contas", completa a nota.

Os hackers criaram, em janeiro, 27 sites de "phishing" (usurpação da identidade, que imitam portais famosos como o Google, o sul-coreano Never ou sites do governo e de universidades, com o objetivo de obter as senhas.

Uma investigação está em curso para averiguar se foram divulgadas informações confidenciais.

A tensão entre as duas Coreias aumentou desde que Pyongyang realizou o quarto teste nuclear em janeiro, que depois foi seguido por uma série de testes de lançamento de mísseis.

Os programas nuclear e de mísseis da Coreia do Norte são objetos de sanções internacionais.

afp_tickers

 AFP