AFP

O Dow Jones voltou a bater recorde, nesta quinta-feira (1º), encerrando em alta de 0,36% em Wall Street, enquanto o Nasdaq registrou clara queda de 1,36%, em uma reação contraditória de ambos os índices à alta do rendimento dos títulos

(afp_tickers)

O Dow Jones voltou a bater recorde, nesta quinta-feira (1º), encerrando em alta de 0,36% em Wall Street, enquanto o Nasdaq registrou clara queda de 1,36%, em uma reação contraditória de ambos os índices à alta do rendimento dos títulos.

Assim, o índice Dow Jones Industrial Average ganhou 68,35 pontos, nas 19.191,93 unidades, enquanto o Nasdaq perdeu 72,57 pontos, nas 5.251,11 unidades.

O índice ampliado S&P500 perdeu 7,75 pontos, ou 0,35%, situando-se nos 2.191,08 pontos.

"Tivemos dois mercados hoje", constatou Bill Lynch, da Hinsdale Associates.

No setor financeiro, os grandes valores do Dow Jones, como Goldman Sachs (+3,35%, a US$ 226,63) e JPMorgan (+2,02%, a US$ 81,79), beneficiaram-se do aumento dos rendimentos obrigatórios.

No mercado da dívida, as taxas de juros dos títulos americanos terminaram em seu nível mais alto em mais de um ano, apoiados pela recuperação dos preços do petróleo, quando já se beneficiavam da perspectiva de um plano de reativação nos Estados Unidos.

Às 19h20 (horário de Brasília), o mercado de títulos permanecia no vermelho, com o rendimento dos bônus do Tesouro para dez anos subindo a 2,437%, contra os 2,389% de quarta-feira à noite, e o dos títulos a 30 anos a 3,100%, contra 3,042% antes.

"Acho que esse movimento nas taxas de juros realmente afetou (...) os papéis do setor tecnológico", indicou Bill Lynch, lembrando que esses são o principal componente do Nasdaq.

afp_tickers

 AFP