AFP

(Arquivo) Nelson Mandela, em Joanesburgo, no dia 2 de setembro de 2001

(afp_tickers)

A Fundação Nelson Mandela revelou nesta quinta-feira ter encontrado a primeira entrevista televisionada do herói da luta contra o apartheid, uma curta peça realizada pela televisão pública holandesa durante seu julgamento por traição no final dos anos 1950.

Trata-se de uma entrevista de 24 segundos em preto e branco que mostra um jovem Nelson Mandela em algum momento do julgamento em Pretória, que durou de 1956 até 1961.

O advogado e ativista aparece do lado de fora da sinagoga que servia como tribunal, vestindo terno e ostentando uma barba curta, explicando as finalidades do Congresso Nacional Africano (ANC) - que liderava para tentar pôr fim ao regime do apartheid.

"Desde o início, o Congresso Nacional Africano tem como tarefa lutar contra a supremacia branca", explica, com seu distintivo tom calmo.

"Sempre vimos como negativo que um grupo racial domine outro grupo racial. O Congresso Nacional Africano tem lutado, sem dúvidas, contra toda forma de discriminação racial, e assim seguiremos até conseguir a liberdade".

Até agora acreditava-se que a primeira entrevista datava de maio de 1961, quando o jornalista britânico Brian Widlake questionou o jovem advogado e ativista, que acabava de entrar na clandestinidade e era procurado pela polícia.

"Estamos muito felizes de ter esse documento histórico que acreditamos ser a primeira entrevista televisionada de Nelson Mandela" conhecida nos dias de hoje, declarou Sello Hatang, responsável pela Fundação Mandela.

Após 27 anos na prisão, Nelson Mandela se converteu, em 1994, no primeiro presidente democraticamente eleito na África do Sul, acabando oficialmente com o apartheid. O vencedor do prêmio Nobel da Paz morreu em 2013, aos 95 anos.

afp_tickers

 AFP