AFP

(Arquivo) Zona de influência do cartel de Sinaloa no estado mexicano de Durango

(afp_tickers)

O Departamento americano do Tesouro anunciou nesta terça-feira sanções econômicas contra dois mexicanos aliados do cartel de Sinaloa, que ajudariam o grupo na lavagem de dinheiro e no tráfico de drogas.

As sanções foram dirigidas a Juan Manuel Álvarez Inzunza e José Olivas Chaidez por "assistir, apoiar e prover serviços" ao cartel de Sinaloa, disse o Tesouro em um comunicado.

O Tesouro também congelou duas empresas em Sinaloa (México), uma fábrica de atum e um negócio de serviços monetários, ambas propriedade de Álvarez Inzunza, preso pelas autoridades mexicanas em março deste ano.

As sanções autorizam o Tesouro a congelar os eventuais ativos que essas pessoas e entidades possuem nos Estados Unidos e impedem que empresas e cidadãos americanos mantenham relações comerciais com eles.

afp_tickers

 AFP