AFP

(Arquivo) Barco da Guarda Costeira americana, no dia 13 de novembro de 2016

(afp_tickers)

A Guarda Costeira dos Estados Unidos repatriou nesta semana 161 cubanos que foram interceptados no mar quando tentavam chegar em território americano, informou a instituição em comunicado divulgado nesta sexta-feira (26).

Os imigrantes foram levados para a Baía dos Porcos, em Cuba, a bordo de um barco patrulheiro em três viagens realizadas na segunda, quinta e sexta-feira.

As repatriações são resultado de 14 interceptações distintas que os guardas costeiros fizeram na última semana, assinalou o texto.

"Desestimulamos todo aquele que queira tentar chegar ilegalmente por mar a território americano", disse o capitão Mark Gordon, chefe da Guarda Costeira da Flórida.

"Navegar pelas águas do Estreito da Flórida pode ser extremamente perigoso para os que não estão preparados para essas travessias ilegais e muitas vezes ficam feridos ou morrem", acrescentou.

Desde que Washington e Havana começaram a normalizar suas relações em dezembro de 2014, disparou o número de cubanos que querem chegar em território americano.

Os imigrantes temem que o esfriamento entre ambos os países ponha fim à política "pés secos, pés molhados" que permite os cubanos ficarem no país se pisarem em terra firme.

Ao longo do atual ano fiscal, ao menos 6.318 cubanos buscaram chegar por balsas na costa americana, segundo a Guarda Costeira. Durante todo o ano fiscal anterior (outubro/2014 - setembro/2015), 4.473 o fizeram no total.

afp_tickers

 AFP