AFP

(Arquivo) Crianças são vistas em área inundada por fortes chuvas, em Izabal, Guatemala, no dia 6 de agosto de 2015

(afp_tickers)

As fortes chuvas que atingem a Guatemala desde maio já afetaram 100.200 pessoas devido as inundações, desabamentos, deslizamentos de terra e fortes ventos registrados durante a temporada, informou nesta terça-feira (12) a defesa civil.

David de León, porta-voz da estatal Coordenadora para Redução dos Desastres (Conred), disse à AFP que os principais danos causados pelas chuvas se concentram em 15 dos 22 departamentos do país.

O funcionário recordou que até junho duas pessoas haviam morrido e cinco ficaram feridas por consequência das grandes chuvas da temporada, que termina em novembro.

De León explicou que os desabamentos afetaram 78.000 pessoas e os deslizamentos de terra a 15.030. O restante foi afetado pelos fortes ventos.

Em 2015, as chuvas deixaram 290 mortos, em sua maioria por um gigantesco deslizamento que soterrou parte de uma comunidade ao leste da capital, afetando 764.000 pessoas, além de deixar 73 desaparecidos e 54 feridos.

afp_tickers

 AFP