AFP

A Fox News anunciou nesta terça-feira ter alcançado um acordo com a ex-apresentadora Gretchen Carlson por um caso de abuso sexual contra o diretor-geral Roger Ailes, e se desculpou pela forma como ela foi tratada no trabalho

(afp_tickers)

A Fox News anunciou nesta terça-feira ter alcançado um acordo com a ex-apresentadora Gretchen Carlson por um caso de abuso sexual contra o diretor-geral Roger Ailes, e se desculpou pela forma como ela foi tratada no trabalho.

O comunicado da Fox não fornece detalhes do acordo, mas a revista Vanity Fair, que cita fontes próximas ao caso, disse que a rede pagará 20 milhões à jornalista e ex-miss Estados Unidos.

Um comunicado da empresa 21st Century Fox diz que "lamentamos sinceramente e nos desculpamos pelo fato de Gretchen não ter sido tratada com o respeito e a dignidade que ela e todos os nossos colegas merecem".

A demanda levou à renúncia do poderoso Ailes, próximo ao magnata dos meios de comunicação Rupert Murdoch, que ajudou a fazer da Fox uma das principais redes de informação.

No comunicado, Carlson diz ter ficado grata com o acordo e afirma que está "pronta para iniciar o próximo capítulo da minha vida, no qual redobrarei meus esforços para empoderar as mulheres nos locais de trabalho".

Ailes havia negado as acusações de abuso sexual contra Carlson, mas a demanda levou a denúncias de outras mulheres que apoiaram as declarações da ex-apresentadora sobre o ambiente de trabalho hostil.

Segundo a demanda, Ailes sabotou a carreira de Carlson porque ela se negou a manter com ele uma relação sexual.

Acrescenta que Ailes demitiu Carlson em 23 de junho depois de marginalizá-la e deixar claro que "estes problemas" teriam se resolvido se ela tivesse concordado em manter uma relação sexual com ele.

afp_tickers

 AFP