AFP

Hillary Clinton e Donald Trump

(afp_tickers)

Os candidatos à Casa Branca, Donald Trump e Hillary Clinton, aparecem empatados em uma nova pesquisa, em um cenário de forte rejeição em relação a ambos, e que, nas últimas semanas, atingiu, principalmente, a ex-secretária de Estado, em função do caso dos e-mails.

O republicano, que deve ser anunciado oficialmente como candidato na convenção do partido na próxima semana, tem 40% das intenções de voto, mesmo índice da democrata, segundo uma pesquisa CBS/New York Times.

Em junho, Hilarry Clinton registrava uma vantagem de seis pontos: 43% a 37%.

A ex-secretaria de Estado parece afetada pelas notícias sobre o fato de ter usado um servidor privado para seus e-mails no período em que comandava o Departamento de Estado, o que provocou duras críticas por parte do diretor do FBI, James Comey.

Na pesquisa, 67% dos potenciais eleitores consideram que ela não é honesta ou digna de confiança, contra 62% em junho, antes da decisão sobre a gestão dos e-mails.

Trump também não goza da confiança da maior parte do eleitorado, pois 62% não confiam nele, nível que permanece constante em relação aos meses anteriores.

Menos de um terço dos eleitores têm opinião favorável a Trump (30%) ou Clinton (28%).

No total, 54% dos eleitores têm uma opinião desfavorável da candidata democrata, um aumento de dois pontos. Trump registra o mesmo percentual, mas isto significa uma queda de quatro pontos na comparação com junho.

Ao mesmo tempo, 50% dos eleitores acreditam que Hillary está preparada para o cargo (48% pensam o contrário), contra 30% que consideram Trump apto (67% pensam o contrário).

afp_tickers

 AFP