AFP

Muçulmanos participam das orações da manhã de sexta-feira, na Mesquita Pipeline, em Serrekunda, no dia 25 de novembro de 2016

(afp_tickers)

Indivíduos não identificados atacaram uma mesquita em Estocolmo na manhã de sábado logo após a oração, pintaram suásticas com spray nas paredes e atiraram explosivos, informou a polícia.

Todos os fiéis tinham deixado o templo no momento do ataque exceto um, que foi atingido, mas não ficou ferido, informaram os funcionários da mesquita à agência sueca de notícias TT.

A polícia informou que está investigando o incidente como ato de vandalismo e crime de ódio. Não ocorreram detenções nas horas que se seguiram ao ataque.

"Isto não é algo que se pudesse esperar [...] Custa entender o que está acontecendo na sociedade, tanto em nível internacional quanto no nosso país. Não reconheço mais a Suécia", declarou à agência TT Mustafá Tumturk, um representante da comunidade muçulmana em Estocolmo e um dos fundadores da mesquita, que data de 1985.

A Suécia tem assistido a uma enxurrada de ataques contra mesquitas e centros de refugiados nos últimos anos, ao mesmo tempo em que bateu recordes na quantidade de refugiados recebidos: 245.000 em 2014 e 2015.

afp_tickers

 AFP