AFP

(Março) Bandeiras de Cuba e Estados Unidos em Havana

(afp_tickers)

O governo dos Estados Unidos levantou um veto a mais em Cuba. Pela primeira vez, conseguiu que o jornal oficial comunista, em seus 51 anos de existência, publicasse uma nota informativa para os eleitores americanos na ilha.

O órgão oficial do Partido Comunista de Cuba difundiu um aviso da embaixada de Washington - reaberta em 2015 - aos americanos residentes em Cuba, visando às eleições presidenciais de novembro.

Localizado na parte inferior da seção internacional do Granma, o texto de dois parágrafos detalha o procedimento para que os cidadãos americanos enviem sua cédula eleitoral.

Indagado pela AFP, um funcionário da delegação ameicana se declarou feliz pela publicação, algo impensável durante o longo enfrentamento entre Cuba e Estados Unidos no contexto da Guerra Fria.

Em julho de 2015, os dois países restabeleceram relações diplomáticas depois de mais de meio século e em março deste ano Barack Obama se converteu no primeiro presidente dos Estados Unidos a visita a ilha comunista em 88 anos.

Como faz com as demais representações diplomáticas, o Granma não cobrou pelo aviso.

afp_tickers

 AFP