AFP

Até agora, o metrô mais antigo do mundo, que começou a funcionar em 1863, parava de rodar por volta da meia noite durante a semana e uma hora mais tarde nos fins de semana

(afp_tickers)

Com quase um ano de atraso, o metrô londrino inaugura nesta sexta-feira seu serviço noturno, uma promessa do ex-prefeito Boris Johnson da qual são esperadas importantes repercussões econômicas.

Até agora, o metrô mais antigo do mundo, que começou a funcionar em 1863, parava de rodar por volta da meia noite durante a semana e uma hora mais tarde nos fins de semana. A partir de agora, algumas linhas funcionarão 24 horas por dia na sexta-feira e no sábado, com um trem a cada dez minutos.

O "Night Tube" inclui primeiro duas linhas, a Central e a Victoria, que atravessam a capital britânica de leste a oeste e de norte a sul. O serviço será ampliado progressivamente no próximo outono às linhas Jubilee, Northern e Piccadilly.

A mudança, prevista inicialmente para 12 de setembro de 2015, por ocasião da Copa do Mundo de Rugby, foi adiada devido à oposição dos funcionários do serviço de transporte público londrino por seu potencial impacto nas condições de trabalho e por dúvidas sobre sua segurança.

Neste sentido, a polícia britânica anunciou a mobilização de 100 agentes adicionais nas 144 estações de metrô que permanecerão abertas a noite toda.

O novo prefeito trabalhista de Londres, Sadiq Khan, de 45 anos, insistiu que o serviço da madrugada não beneficiará apenas os festeiros - e os "amantes das boates de meia-idade, como eu" - mas também os que trabalham à noite, como as "enfermeiras e os seguranças", assim como os turistas.

O serviço público de transporte londrino, TFL, destaca os benefícios econômicos para pubs, boates e casas de shows, e a eventual criação de quase 2.000 empregos.

A London First, uma organização que promove o dinamismo econômico de Londres, calcula que o serviço pode gerar até 77 milhões de libras (90 milhões de euros) de atividade para a cidade em 2029.

O metrô londrino transporta mais de um bilhão de passageiros por ano. A TFL estima em 180.000 o número de trajetos adicionais que serão realizados toda noite entre 00h30 e 06h00 da manhã, quando o "Night Tube" funcionar plenamente.

afp_tickers

 AFP