AFP

A procuradora-geral da Venezuela, Luisa Ortega, em Caracas, no dia 2 de fevereiro de 2016

(afp_tickers)

A procuradora-geral da Venezuela, Luisa Ortega, informou nessa segunda-feira que 20 pessoas foram assassinadas e 17 feridas em linchamentos entre 2015 e este ano.

"Vinte pessoas morreram e outras 17 ficaram feridas em ações de justiciamento", disse Ortega em uma entrevista à rede de televisão privada Globovisión.

A procuradora disse que o Ministério Público tem abertas 26 investigações relacionada a esse tipo de caso.

De acordo com Ortega, as investigações revelaram que "na maioria desses casos a pessoa (agredida) realmente havia cometido delito".

"Ninguém está autorizado a tomar ações como essa porque o poder de justiça pertence ao Estado venezuelano", acrescentou.

afp_tickers

 AFP