AFP

Foto cedida pelo Departamento de Polícia de Porto Rico mostra barco em chamas, no dia 17 de agosto de 2016

(afp_tickers)

O navio Caribbean Fantasy pegou fogo nesta quarta-feira (17) na costa de Porto Rico quando chegava à capital da ilha com 512 pessoas a bordo, que foram resgatas e estão a salvo.

O barco foi dado como perdido e existe a possibilidade de que ele afunde. "O perímetro será monitorado, mas lamentavelmente já não há nada que se possa fazer com a embarcação", disse o chefe de bombeiros, Ángel Crespo, à imprensa.

A sala de máquinas do barco de cargas e de passageiros começou a pegar fogo a 3,7 quilômetros da baía de San Juan, informou a Guarda Costeira americana em um comunicado.

Crespo declarou a jornalistas que os 512 passageiros e tripulantes da embarcação foram resgatados e alguns estavam sendo atendidos por ferimentos leves.

"Os quadros foram de desidratação, choque nervoso, batimento cardíaco acelerado, pressão arterial alta", disse. "Não tenho informação de queimaduras".

Uma equipe de especialistas tentava controlar o fogo jogando água dos botes de resgate, mas depois de avaliar a situação com a Guarda Costeira americana, as autoridades decidiram abandonar o barco.

Existe a possibilidade de o barco afundar, mas por enquanto ele está encalhado perto da ilha de Cabra, podendo continuar lá.

Um executivo da America Cruise Ferries, empresa dona do navio, disse à AFP em San Juan que o barco vinha da República Dominicana, contrariando uma versão inicial dada pela Guarda Costeira.

O Caribbean Fantasy tem capacidade para 60 carros e 1.050 passageiros, no meio do caminho entre o serviço de uma balsa e o de um navio de cruzeiro. A embarcação tinha restaurante, piano bar e boate.

afp_tickers

 AFP