AFP

O republicano Donald Trump, em Baltimore, no dia 12 de setembro de 2016

(afp_tickers)

O republicano Donald Trump divulgará o resultado de seu check-up, em uma entrevista gravada que vai ao ar nesta quinta-feira (15), mesmo dia em que sua rival Hillary Clinton retoma os eventos de campanha, após se recuperar de uma pneumonia.

Com os dois candidatos sob pressão para compartilhar mais registros médicos sobre sua saúde, a equipe de Trump surgiu com a possibilidade de liberar os resultados de um teste físico durante sua ida ao programa "The Dr. Oz Show".

Durante a gravação do episódio nesta quarta-feira (14) pela manhã, Trump finalmente mostrou ao apresentador os resultados de um exame médico feito na semana passada, de acordo com uma declaração no do programa.

Um trecho colocado mostrava Mehmet Oz perguntando a Trump: "Se sua saúde está tão boa quanto parece, por que você não mostra seus registros médicos?".

"Bem, eu não tenho nenhum problema em fazer isso", disse o magnata, de 70 anos.

"Eu tenho isso bem aqui. Eu posso? Não ligo", completou, sendo visto, logo depois, pegando os documentos de seu bolso, enquanto é ovacionado pela plateia.

"Assim como todos os médico fazem quando veem um paciente pela primeira vez, Dr. Oz submeteu Trump a um check-up completo", afirmou o programa em uma declaração.

Em sua longa entrevista, eles conversaram sobre a saúde de Trump e o histórico familiar, entre outros tópicos.

Antes disso, Trump havia divulgado apenas quatro breves parágrafos rapidamente escritos por seu médico Harold Bornstein, em dezembro de 2015, falando efusivamente sobre seu estado de saúde.

Depois da revelação de que Hillary, de 68, estava com pneumonia, Trump prometeu liberar "dados muito, muito específicos" de um check-up feito recentemente com Bornstein.

Com o anúncio do candidato republicano, aumenta a pressão para que a democrata Hillary Clinton continue divulgando seu estado de saúde, enquanto retorna para sua campanha na corrida pela Casa Branca.

afp_tickers

 AFP