Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Aluguel de temporada na Suíça Oferta Airbnb explode nas regiões montanhosas

A plataforma de aluguel online Airbnb continua a se expandir na Suíça, mas o epicentro do seu crescimento não é urbano. Segundo um estudo realizado recentemente, as regiões de montanha são as que mais crescem.

verbier

O município de Bagnes, que inclui o resort de Verbier, é a "capital Airbnb" dos Alpes suíços

(Keystone)

Nos últimos anos, o Airbnb expandiu-se exponencialmente na Suíça, com mais de 80 mil ofertas anunciadas em junho de 2017. Isso representa um aumento de 66% em relação ao mesmo período de 2016 e o dobro do que em junho de 2015.

E se o foco foi colocado sobre o impacto urbano do Airbnb nos aluguéis das cidades suíças, as regiões com mais ofertas no país estão nos Alpes: os cantões do Valais, Grisões e Berna representam mais da metade de todas as ofertas, observa o estudo realizado pelo Observatório do Turismo do Cantão do Valais - Tourobs.

Como destino popular de esqui, isso pode não ser uma surpresa, mas a escala e o potencial de crescimento são impressionantes, analisa o relatório, publicado na quinta-feira (12). No Valais, que possui mais de um quarto de todos os aluguéis do Airbnb na Suíça, a porcentagem da oferta da empresa cresceu de 57% para 73% no espaço de apenas seis meses.

Nos três principais centros do Airbnb nos Alpes, o estudo relata que o número de ofertas privadas supera em grande parte a oferta hoteleira. A cidade de Bagnes (perto da estação de esqui de Verbier) tem a maioria das ofertas anunciadas (3.500 em comparação com 1.500 em hotéis); Zermatt e Anniviers vêm em segundo e terceiro lugar, respectivamente.

airbnb hotels

airbnb beds vs hotel beds

Novos canais de vendas

O autor do estudo, Roland Schegg, é citado no jornal “Nordwestschweiz” dizendo que "nas cidades, o Airbnb tem pouco potencial de crescimento, já que a pressão do mercado primário da habitação é alta. Nas montanhas, por outro lado, o boom continuará, pois há muitos outros apartamentos".

Como uma das regiões com maior número de residências secundárias - no Valais, há mais de 100.000 - "o espaço para um crescimento ainda maior permanece significativo", diz o estudo.

Schegg também diz que a mentalidade é diferente; considerando que os hotéis e os particulares se preocupam com o impacto nas cidades, nas áreas de montanha, o Airbnb é cada vez mais visto como uma oportunidade. Tais ofertas de acomodação não são novas - "apenas os canais de vendas estão mudando", diz.

O Airbnb é muitas vezes criticado por ignorar as leis tributárias locais e ainda não foi explicitamente regulamentado pelas autoridades suíças.

No país em geral, o estudo Tourobs revela que o preço médio do Airbnb permanece estável, em cerca de 73 francos a diária. Os cantões urbanos são mais caros em geral, com a cidade de Basileia liderando o ranking com um preço médio de CHF121.


Adaptação: Fernando Hirschy, swissinfo.ch

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

×

Destaque