Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Aposentadoria Patrões e sindicatos chegam a um acordo para a previdência profissional

As negociações entre patrões e sindicatos sobre a reforma da previdência profissional resultaram em um acordo, com ambos os lados parecendo satisfeitos.

Senhora subindo uma escada rolante

As mulheres seriam as principais beneficiadas pela reforma dos fundos de pensão profissionais

(Keystone / Laurent Gillieron)

"As negociações, que duraram mais de um ano, são práticas, respeitosas e orientadas por objetivos", disse Valentin Vogt, presidente da Associação Suíça de Empregadores, na terça-feira (2). "É um verdadeiro compromisso. Isso me enche de orgulho". 

Vogt conseguiu que os sindicatos concordassem em reduzir de 6,8% para 6% a taxa de conversão dos fundos de pensão profissionais obrigatóriosLink externo. Como resultado, 12% do que se recebe dessa aposentadoria desaparecerá. A redução da taxa de conversão já falhou duas vezes nas urnas, após a resistência da esquerda. 

Atualmente, vários bilhões de francos são redistribuídos anualmente nos fundos de pensão profissionais, porque as promessas de aposentadorias não podem ser cobertas pelos ativos existentes. As principais razões são o aumento da esperança de vida e a diminuição do rendimento do investimento. 

"Temos que aceitar a redução", disse Pierre-Yves Maillard, presidente da Federação Suíça de Sindicatos. Ele acrescentou que, ao contrário de antes, agora essa perda será compensada. 

Vogt também teve que fazer concessões. Uma delas é um complemento da pensão para os futuros pensionistas, financiado pela solidariedade. Este complemento será financiado por uma contribuição salarial de 0,5% sobre os rendimentos acima de CHF853.200 ($863.200). 

Isto beneficiará imediatamente os trabalhadores com rendimentos mais baixos e os trabalhadores a tempo parcial. Além disso, preservará o nível de pensão de uma geração transitória de 15 anos. Depois disso, o governo deve decidir anualmente sobre o montante do suplemento. 

Benefício para as mulheres

Os negociadores sindicais também conseguiram melhorias significativas para os trabalhadores em meio período e trabalhadores de baixa renda, especialmente mulheres.

A dedução da coordenaçãoLink externo, que determina o salário assegurado, será reduzida para CHF 12.443. A consequência disso é que os baixos salários passarão a ter direito à aposentadoria profissional, o “segundo pilar” da previdência suíça.

"Isso reflete melhor as realidades de hoje no mercado de trabalho", disse Adrian Wüthrich, presidente do sindicato Travail SuisseLink externo.

O limite de entrada permanece em CHF 21.330 por ano. Para este efeito, as contribuições salariais serão ajustadas para que os empregados mais velhos se tornem significativamente mais competitivos em comparação com os dias de hoje.

Atualmente, os bônus de velhiceLink externo são de 15% para pessoas de 45 a 54 anos e 18% para empregados mais velhos. No futuro, eles devem ser de 14% do salário assegurado para ambos os grupos etários. Em compensação, as contribuições para os trabalhadores mais jovens tenderão a aumentar. No futuro, haverá apenas duas categorias de idade.

"Sem milagres”

Os custos adicionais sobem para CHF 2,7 bilhões ou 0,9% dos salários. Vogt falou de "boa relação custo-benefício", o que também era aceitável para pequenas e médias empresas. 

Maillard assinalou que, com o acordo, o nível das pensões seria mantido, em alguns casos até mesmo aumentado. Alguém teria que pagar por isso, afirmou. "Não há milagres”, disse. 

Na terça-feira, os dois lados entregaram suas propostas de reforma dos fundos de pensão ao Ministro do Interior, Alain Berset. O ministro pediu que as partes encontrassem uma solução após o fracasso da reforma anterior, em setembro de 2017. 

O governo deve agora decidir se apresenta a proposta ao parlamento. É provável que os eleitores tenham a última palavra sobre o assunto em uma votação nacional.



swissinfo.ch/fh

Palavras-chave

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.