Reuters internacional

Por Steve Gorman

LOS ANGELES (Reuters) - Um avião movido à energia solar que se encontra no meio do caminho de uma tentativa para dar a volta no globo iniciou uma nova parte da sua, possivelmente, histórica jornada nesta segunda-feira, partindo do norte da Califórnia para um voo relativamente curto de 16 horas para o Arizona, disse a equipe do projeto.

O longo avião experimental de um só assento chamado Solar Impulso 2 partiu pouco depois das 5:00, horário de San Francisco, num voo que cruzará o deserto de Mojave antes da chegada planejada a Phoenix para pouco depois das 21:30.

A longa duração do voo, que um avião normal faria em duas horas, se dará numa velocidade de cruzeiro mais semelhante a de um carro, exigindo que pilotos treinem meditação e hipnose para permanecer alerta por muito tempo.

Na pequena cabine do avião vai o aviador suíço Andre Borschberg, um dos fundadores do projeto. Ele e Bertrand Piccard, também piloto suíço, se revezam no controle para cada segmento do que eles esperam que seja a primeira viagem ao redor do globo num voo movido à energia solar.

A viagem da Califórnia para o Arizona corresponde ao décimo trecho.

Borschberg foi o piloto para a viagem entre o Japão e o Havaí sobre o Pacífico em julho passado, durante a qual ele permaneceu no ar por quase 118 horas, ou cinco dias e cinco noites.

reuters_tickers

 Reuters internacional