Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Bruno Ganz premiado em Berlin

Bruno Ganz em "Pani e Tulipani", de Silvio Soldini

(Keystone)

O maior ator suíço vivo recebe nesta terça-feira (08.5) o "Theaterpreis Berlin 2001", o mais prestigioso prêmio teatral do mundo de língua alemã. Com duas carreiras paralelas, Bruno Ganz também já trabalhou com alguns dos grandes diretores de cinema.

Aos 60 anos de idade, o talento de Bruno Ganz hoje é reconhecido por todos. Filho de mãe italiana e de pai suíço alemão e agricultor que foi trabalhar em fábrica na cidade grande, nada indicava que o jovem se tornaria famoso um dia.

"É verdade que uma voz interior me dizia: 'você vai ter problemas para ser ator, vai se sentir inferior aos outros porque você não sabe falar, não tem muita educação etc.' Mas, mesmo assim, eu achava que conseguiria ser ator", afirmou Bruno Ganz em 1998, em entrevista ao jornal francês Le Monde.

A descoberta do teatro foi através de um amigo e o primeiro grande papel foi em "Hamlet", de Shakespeare, quando Ganz tinha 24 anos. Nos anos 70 começa sua carreira no cinema, sempre interpretando personagens com algum mistério.

Trabalhou com E.Rohmer em "A marqueza d'O", em "Nosferatu", de Werner Herzog, "O falsário", de Schlöndorff, "Na cidade branca", de Alain Tanner, em "O amigo americano" e "As asas do desejo",de W.Wenders.

Mais recentemente, foi dirigido por Theo Angelopoulos em "A eternidade e um dia", e em "Pani e Tulipani", de Silvio Soldini. Por esse papel de garçom em um restaurante de Veneza, Ganz ganhou o prêmio de interpretação masculina do festival de cinema suíço, em Soleure, este ano.

Atualmente, ele está na versão teatral integral de "Fausto", de Goethe, em cartaz em Berlin. O "Theaterpreis Brelin 2001" é de 24 mil francos suíços mas, sobretudo, de notoriedadade ainda maior para Bruno Ganz.

Bernard Lechot.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Siga-nos no Instagram

Siga-nos no Instagram

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.