Your browser is out of date. It has known security flaws and may not display all features of this websites. Learn how to update your browser[Fechar]

Rinque tropical


Suíça faz brasileiros deslizarem em gelo especial




Uma pista de patinação suíça montada para a Rio 2016 pretende mostrar aos brasileiros que a Suíça, além da tecnologia, também produz muita emoção.

A tecnologia, inédita no Brasil, é desenvolvida na Suíça por empresas especializadas em hóquei no gelo (Keystone)

A tecnologia, inédita no Brasil, é desenvolvida na Suíça por empresas especializadas em hóquei no gelo

(Keystone)

O espaço criado pelo governo suíço na Lagoa Rodrigo de Freitas para promover a imagem do país no Brasil durante a Olimpíada do Rio, a “House of Switzerland”, propõe diversas atrações gratuitas que apresentam um pouco do país alpino ao público tupiniquim.

Um dos destaques é o rinque de patinação de gelo sintético de 200 m² ao ar livre, com uma capacidade para 50 pessoas. A pista não se derrete com o calor e funciona sem eletricidade ou água.

O material, um composto de polietileno de alta densidade que guarda uma receita secreta de fabricação, não tem uma gota de água sequer em sua composição. Leve, fácil de instalar, ele se usa muito pouco e não precisa de grande manutenção. A pista, nem precisa de energia elétrica. A camada desse “gelo artificial” produz o efeito necessário para que os patins de gelo deslizem na superfície.

A tecnologia, inédita no Brasil, é desenvolvida na Suíça por empresas especializadas em hóquei no gelo.

Suíça por procuração

Na Suíça, os rinques são tão comuns quanto os campinhos de futebol no Brasil e o hóquei no gelo leva verdadeiras multidões aos estádios de patinação, que chegam a acolher até 17 mil torcedores.

Esse esporte no gelo, popular e profissional, além de muito rápido e dinâmico, inflama as torcidas e cada partida do campeonato suíço de hóquei é um verdadeiro espetáculo extremamente emocionante.

Um pouco dessa emoção poderá ser sentida no rinque montado na House of Switzerland durante os jogos olímpicos e paraolímpicos e um amistoso organizado para os dias 6 e 7 de agosto entre membros do espaço suíço e a equipe brasileira de hóquei no gelo deve mostrar a energia que o rinque tropical é capaz de produzir.

A ideia, segundo Nicolas Bideau, responsável da “Presença Suíça”, o organismo do governo suíço que promove a imagem do país, “é permitir que os cariocas curtam a Suíça ‘por procuração’”.

A House of Switzerland também empresta o equipamento necessário para patinar no local, o mesmo usado nas diversas pistas geladas do país.

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

×