Navegação

Menu Skip link

Subsites

Funcionalidade principal

Testes em animais Células-tronco substituem ratos em novo teste de Botox

Cientistas suíços da Universidade de Berna encontraram uma maneira de testar o Botox usando células-tronco montadas em chips. O método salvará milhões de cobaias de uma morte miserável. Os pesquisadores desenvolveram um teste para medir a força da neurotoxina botulínica, o ingrediente chave do Botox. Produzida por bactérias, a força da toxina varia, por isso as autoridades de saúde exigem que a droga seja testada antes da liberação. Atualmente, isso significa fazer um bioteste com cobaias, no qual o veneno é injetado em ratos vivos que ficam paralisados e começam a morrer, um processo que pode levar até quatro dias.

Cientistas suíços da Universidade de Berna encontraram uma maneira de testar o Botox usando células-tronco montadas em chips. O método salvará milhões de cobaias de uma morte miserável. Os pesquisadores desenvolveram um teste para medir a força da neurotoxina botulínica, o ingrediente chave do Botox. Produzida por bactérias, a força da toxina varia, por isso as autoridades de saúde exigem que a droga seja testada antes da liberação. Atualmente, isso significa fazer um bioteste com cobaias, no qual o veneno é injetado em ratos vivos que ficam paralisados e começam a morrer, um processo que pode levar até quatro dias.

(Keystone)

Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

swissinfo.ch/fh

×