Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O comediante americano Louis C.K., em 15 de setembro de 2017

(afp_tickers)

O comediante americano Louis C.K. admitiu, nesta sexta-feira (10), que teve uma conduta sexual inapropriada, após o The New York Times revelar acusações de cinco mulheres de que ele se masturbou na frente delas, em meio a um escândalo de assédio em Hollywood.

"Essas histórias são verdadeiras", admitiu o humorista, de 50 anos, em uma declaração enviada pelo seu representante aos meios americanos, onde C.K. é muito popular.

O New York Times publicou, na quinta-feira, acusações das mulheres dizendo que o premiado comediante se masturbou ou pediu para se masturbar na frente delas ou enquanto falavam por telefone, em diferentes ocasiões que remontam ao final da década de 1990 até 2005.

"Na época, eu disse para mim mesmo que não havia problema no que eu fiz porque eu nunca mostrei meu pau a uma mulher sem pedir primeiro, o que também é verdade", disse o comediante, ator e escritor no comunicado.

"Mas o que eu aprendi mais tarde na vida, tarde demais, é que quando você tem poder sobre outra pessoa, pedir-lhes que olhem para o seu pau não é uma pergunta. É uma situação difícil para elas".

"O poder que eu tinha sobre essas mulheres era que elas me admiravam. E eu exerci esse poder de forma irresponsável", concluiu.

Na sexta-feira, o distribuidor de seu novo filme "I Love You, Daddy" disse que não iria lançá-lo, e a HBO o retirou de um show de comédia beneficente que iria ao ar na semana que vem, informou o Times.

A Netflix anunciou que estava abandonando um segundo stand-up especial com C.K. na sequência do que chamou de um "comportamento não profissional e inapropriado com colegas do sexo feminino". O primeiro estreou em abril.

A FX Networks, que produziu cinco shows com o humorista, disse que estava "muito preocupada com as alegações" e que "o assunto está atualmente sendo analisado".

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP