AFP

Donald Trump, em Nova York, no dia 9 de novembro de 2016

(afp_tickers)

O comitê da candidatura de Los Angeles para sediar os Jogos Olímpicos de 2024 se manteve confiante nesta quarta-feira, em meio às preocupações ligadas à eleição de Donald Trump à presidência dos Estados Unidos, lembrando que as Olimpíadas "transcendem questões políticas e podem ajudar a unificar".

"LA 2024 parabeniza o futuro presidente dos Estados Unidos, J. Trump e aprecia seu apoio de longa data ao movimento olímpico americano", afirmou o comitê em um comunicado.

"Acreditamos com firmeza que os Jogos Olímpicos e LA 2024 transcendem questões políticas e podem ajudar a unificar nossas mais diversas comunidades e o nosso mundo", acrescenta o texto.

"LA 2024 recebeu o apoio de 88% da opinião pública e das autoridades locais, regionais e nacionais, seja do lado democrata ou republicano, e não vemos a hora de trabalhar de forma estreita com o futuro presidente e sua administração", enfatizou o comitê, cujo presidente, Casey Wasserman, é próximo da família Clinton.

A eleição de Trump é vista por observadores do movimento olímpico como um baque para a candidatura da cidade californiana, por causa de declarações polêmicas do bilionário, que chocou muitas pessoas durante a campanha com palavras racistas, sexistas ou islamofóbicas.

O prefeito de Los Angeles, o democrata Eric Garcetti, havia alertado em agosto que uma vitória do republicano poderia ter um impacto ruim em relação ao Comitê Olímpico Internacional (COI). Mesmo assim, ele garantiu que a candidatura "seria mantida", qualquer que fosse o resultado.

Já o presidente do COI, o alemão Thomas Bach, cumprimentou Trump: "quero parabenizar o presidente eleito pela sua vitória e lhe desejo boa sorte pelo seu mandato, para os Estados Unidos e o resto do mundo".

Los Angeles disputa a organização dos Jogos-2024 com Paris e Budapeste. A cidade sede será revelada em setembro de 2017, em Lima.

afp_tickers

 AFP