Your browser is out of date. It has known security flaws and may not display all features of this websites. Learn how to update your browser[Fechar]

Consumo de carne


Imposto sobre carne pode combater alterações climáticas


Por Duc Nguyen


Apesar dos suíços estarem consumindo cada vez menos carne, ambientalistas afirmam que existe mais espaço para cortar o apetite do consumidor e, dessa forma, contribuir a diminuir a temperatura no planeta.

Diminuir o consumo de carne para proteger o meio-ambiente. (Keystone)

Diminuir o consumo de carne para proteger o meio-ambiente.

(Keystone)

O consumo suíço de carne caiu no ano passado, especialmente com as quedas nas vendas de carne de cavalo, vitelo e carne bovina. Mas estatísticas oficiais em 2016 mostram que o consumo per-capita de carne caiu apenas 1,3 quilos entre 2007 e 2013, para menos de 60 quilos por pessoa por ano.

A Suíça deveria tomar medidas para reforçar essa tendência, consideram os ambientalistas. Eles ligam a produção de carne à produção de dióxido de carbono e outros gases de efeito estufa que retém o calor.

Um relatório das Nações Unidas em 2010 pede uma mudança global em direção a um consumo menor de proteína animal para ajudar a reduzir a pobreza e combater as mudanças climáticas. Mais recentemente, especialistas da ONU recomendaram taxar a produção de carne.

Georg Klingler, do Greenpeace, sugeriu em entrevista ao jornal diário "20 minutos" a taxação da carne em 20% a 30%. Philip Gehri, do Fundo Mundial para a Natureza (WWF, na sigla em inglês) afirmou que mesmo uma redução mínima do consumo de carne e produtos derivados já faria diferença no combate ao aquecimento global em longo prazo.

Como a Suíça se compara a outros países? swissinfo.ch avalia o consumo de carne no mundo. 

E qual a sua opinião? Você estaria disposto a paga impostos pela carne?


Adaptação: Alexander Thoele, swissinfo.ch

×

Destaque