Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Coronavírus Imagem 'limpa e segura' pode impulsionar turismo suíço

A Suíça Turismo saudou a reabertura das fronteiras com a França, Alemanha e Áustria no próximo mês. O órgão acredita que a reputação de limpeza e organização do país pode ser um argumento de venda quando a pandemia de Covid-19 passar.

The Blue Lake

O Lago Azul em Arolla, sudoeste da Suíça

(Keystone)

"O que não parece muito sexy em tempos normais pode ser uma grande vantagem em tempos de crise", disse Urs Eberhard, vice-diretor da Suíça TurismoLink externo, o órgão de promoção do turismo no país, em entrevista à agência de notícias Keystone-ATS na quinta-feira.

+ Expatriados na Suíça gostam da segurança mas não dos suíços

Perguntado se os hóspedes devem usar máscaras de proteção facial nos hotéis suíços, Eberhard disse que a Suíça tem um conceito "muito forte" de proteção contra o coronavírus - para hotéis, restaurantes e transporte turístico – que o órgão planeja publicar em seu site para informar os hóspedes e "criar confiança". 

Eberhard disse que era importante que a Suíça e seus vizinhos agora coordenassem suas medidas de proteção. Ele também saudou a recomendação feita na quarta-feira pela Comissão Europeia aos países do Espaço SchengenLink externo para reabrir suas fronteiras internas. Ele viu isso como um "sinal" para o turismo.

Economia covid Números do turismo suíço despencam, e o desemprego explode

O número de pernoites em hotéis suíços caiu quase dois terços em março, quando a pandemia do coronavírus se abateu sobre o país. Os hotéis ...

Este conteúdo foi publicado em 7 de Maio de 2020 16:21

Nada de baixar os preços

No entanto, ele reconheceu que pode levar tempo para que os turistas estrangeiros retornem. 

"Inicialmente, estamos apostando principalmente na clientela doméstica. Não se pode subestimar o fato de que, em tempos de crise, as pessoas precisem se abrigar", disse Eberhard. "Muitos, portanto, vão passar as férias em seu próprio país". 

Mas "mais cedo ou mais tarde" as pessoas sentirão a necessidade de viajar, e, portanto, os turistas estrangeiros devem retornar "a médio prazo". 

Quanto aos turistas não-europeus, é difícil dizer quando voltarão, segundo Eberhard. "Antes de tudo, as fronteiras externas do Espaço Schengen terão que ser reabertas". 

Mas ele disse que uma coisa era certa: a Suíça "não faria nenhuma oferta a preços reduzidos". 

"Ao contrário, poderíamos usar este novo começo para convencer as pessoas a ficarem mais tempo conosco". Isso também aumentaria o valor agregado", disse.



swissinfo.ch/fh

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Conteúdo externo

Viver e trabalhar nas montanhas graças à internet

Viver e trabalhar nas montanhas graças à internet

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.