Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Debate sobre drogas Comissão de Saúde suíça pede legalização da maconha

Uma comissão do governo suíço pediu que a maconha fosse descriminalizada e que o mercado seja regulamentado no país alpino.

Young people smoke cannabis at the St Gallen Openair music festival in 2008

Jovens fumam maconha no festival de música St Gallen OpenAir, em 2008

(Keystone / Ennio Leanza)

A Comissão Federal para Assuntos de Dependência disse na terça-feira (30) que o uso da maconha na Suíça não mudou significativamente nos últimos dez anos. Apesar de sua popularidade, a porcentagem de usuários problemáticos é baixa.

Os riscos da maconha estão principalmente ligados a quantidades elevadas de THC (princípio ativo), uso precoce entre adolescentes, uso prolongado, mistura de maconha e tabaco, e se é usada por pessoas com problemas mentais.

A comissão recomenda que a Suíça legalize e regule o mercado, enquanto protege a saúde de sua população, especialmente os jovens.

Acrescentou que deveria haver certos controles sobre o mercado. Isso também ajudaria a pesquisa científica e o acesso a canabinóides para fins médicos.

+ sobre o renascimento da maconha na SuíçaLink externo

Plantar, consumir e lidar com maconha são ações proibidas na Suíça. Mas qualquer pessoa com mais de 18 anos, apanhada com até dez gramas da planta, receberá uma multa de 100 francos suíços (110 dólares) e não terá sua ficha suja.

Cerca de 200 mil pessoas na Suíça usam maconha ilegalmente, estima o governo, apesar de sua criminalização.

O consumo é muito mais prevalente entre homens, adolescentes e jovens adultos. A maioria são usuários ocasionais, com cerca de 1% da população adulta admitindo uso frequente, ao longo de mais de 20 dias por mês.


swissinfo.ch/fh

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Siga-nos no Instagram

Siga-nos no Instagram

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.