Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Endurecimento da fé Opiniões do Papa desapontam católicos suíços

Para alguns católicos na Suíça, a mais recente posição do papa sobre a homossexualidade no clero e sobre o aborto provocaram enorme decepção.

O livro “A Força da Vocação” foi publicado em 10 idiomas no início de dezembro. É baseado em quatro horas de entrevistas, realizadas no Vaticano em agosto, entre o Papa Francisco e o padre missionário nascido na Espanha, Fernando Prado.

Entre os numerosos temas abordados no livro de 120 páginas, o pontífice aborda, acima de tudo, o tema da vocação e as missões do clero.

Homossexualidade é uma 'moda'

"Em nossas sociedades parece até que a homossexualidade está na moda e essa mentalidade, de alguma forma, também influencia a vida da Igreja", disse o papa. O texto continua a reiterar a oposição de longa data da Igreja Católica aos padres e freiras homossexuais.

No início de outubro, em uma audiência geral na Praça São Pedro, em Roma, o papa também falou abertamente sobre a questão do aborto, comparando o procedimento com "contratar um assassino para resolver um problema".

Mulheres católicas suíças

Expressando sua decepção com a posição do Papa, encontram-se algumas das principais porta-vozes das mulheres católicas suíças - entrevistadas nesta reportagem, incluindo Simone Curau, presidente da Federação das MulheresLink externo Católicas Link externo, e Franziska Driessen-Reding, presidente do Conselho Sinodal de ZuriqueLink externo.

Segundo o Departamento Federal de EstatísticaLink externo, 36,5% da população suíça é católica romana. No entanto, os números estão diminuindo.

(SRF, swissinfo.ch)


Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.