Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Energia renovável Painéis solares alpinos podem resolver problema de produção de energia

Os Alpes suíços cobertos de neve podem ajudar a tapar o buraco na produção de energia previsto com a mudança das fontes de energia nuclear para renováveis.

Solar panels on snowy mountain top

A produção solar de topo de montanha pode ser mais eficiente do que armazenar o excesso de energia no verão

(Annelen Kahl, SLF)

Novas descobertas do Instituto WSL para Pesquisa de Neve e Avalanche (SLF) e a Escola Politécnica Federal de Lausanne (EPFL) sugerem que sistemas fotovoltaicos alpinos podem fornecer uma maneira nacional para substituir uma quantidade significativa de energia perdida - particularmente no inverno. Isso ocorre porque as montanhas geralmente batem acima dos nevoeiros baixos e painéis em altas altitudes podem capturar os raios solares que refletem na neve.

Tal sistema poderia manter a energia solar durante todo o ano de forma mais eficiente do que armazenar o excesso de energia de painéis fotovoltaicos de baixa altitude, que só são eficazes no verão, afirmam os pesquisadores.

Os cientistas usaram dados capturados por satélites de sensoriamento remoto para estimar a quantidade de radiação solar que chega ao solo em todo o país. Eles também estão testando painéis solares na estação de esqui de Davos, no sudeste da Suíça. Os testes incluem encontrar o ângulo certo de inclinação dos painéis para melhor captar a radiação solar, permitindo que a neve deslize naturalmente fora deles.

“Nosso estudo mostra que os sistemas fotovoltaicos nas montanhas, comparados com as instalações nos telhados das casas do Planalto Suíço, são muito mais capazes de superar a falta de oferta”, disse Annelen Kahl, pesquisador do SLF, em um comunicado. “Por metro quadrado, os painéis solares em grandes altitudes produzem eletricidade não apenas em quantidades maiores, mas também quando é necessário”.

A Suíça decidiu desmantelar suas cinco usinas de energia nuclear que fornecem um terço da energia do país. O plano é preencher esse buraco reduzindo o consumo de energia e aumentando a participação das fontes renováveis até 2050.

Mas as energias renováveis, além da energia hidrelétrica, representam atualmente menos de 3% da produção total de energia. Algumas instituições de pesquisa, como o Instituto Paul Scherrer, sugerem que a lacuna energética de 2050 só pode ser preenchida de forma realista com a compra de energia renovável da Europa por meio dos parques eólicos do Mar do Norte ou de usinas solares no sul da Europa.

Em 2014, uma empresa suíça apresentou também um painel solar que funciona à base de fotossíntese:


swissinfo.ch/fh

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.