Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Experimento social Vilarejo quer implementar projeto de renda mínima

Vista aérea da abadia na ilha de Rheinau

Rheinau, município rural a 30 km ao norte de Zurique, é també famosa pela abadia situada numa ilha do rio Reno.

(Keystone)

Um município suíço nos arredores de Zurique decidiu garantir a renda básica aos residentes em caráter experimental.

O prefeito de Rheinau, cidade à beira do rio Reno, no norte da Suíça, disse que o conselho local concordou em participar de um projeto de renda mínima com financiamento privado.

Essa medida vem dois anos depois que os eleitores suíços rejeitaram maciçamente uma proposta nacional de renda básica.

+ Quando os eleitores suíços rejeitaram um plano de renda básica garantida

Ideia de um cineasta suíço, este empreendimento está previsto para começar no próximo ano, com a condição de que dinheiro suficiente possa ser coletado através do financiamento coletivo e que cidadãos estejam dispostos a participar.

A prefeita Andrea Jenni disse a várias mídias na quarta-feira que os participantes - apenas residentes atuais acima de 25 anos - receberiam uma renda mensal de 2.500 francos suíços (2.500 dólares), mas qualquer ganho adicional deve ser reembolsado.

Essa condição pode tornar difícil convencer pelo menos 600 residentes (de 1.300 habitantes) a participar, disse Jenni.

Mais detalhes do experimento serão anunciados no final de agosto.

Finlândia, EUA, Quênia, Alemanha

Um projeto similar está em andamento na Finlândia com um grupo de 2.000 desempregados recebendo pagamentos mensais de cerca de CHF 660. Esse experimento de dois anos termina em janeiro próximo.

Pequenos projetos privados também estão sendo realizados no Quênia e na Alemanha, enquanto a cidade de Stockton, na Califórnia, quer lançar um experimento de 18 meses no ano que vem.


swissinfo.ch/ets

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.