AFP

(Arquivo) Michel Temer e Eliseu Padilha

(afp_tickers)

O governo brasileiro enviará nos próximos dias uma missão à fronteira com a Venezuela para analisar o alarmante aumento do número de venezuelanos que entram no Brasil para fugir da crise econômica em seu país.

"A prefeita de Boa Vista está preocupada porque a estrutura do município não tem condições de absorver o grande número de pessoas que chegam para fazer compras, trabalhar" ou utilizar os serviços de saúde, explicou à imprensa o chefe da Casa Civil em Brasília, Eliseu Padilha.

A pedido das autoridades locais, o governo federal enviará a Boa Vista uma comissão liderada pelo ministro da Justiça, Alexandre de Morais, para avaliar a situação, levantar números precisos e elaborar respostas para o problema.

Os pedidos de asilo de venezuelanos saltaram de apenas um em 2010 para 1.805 este ano, segundo dados do ministério da Justiça obtidos no estado de Roraima.

Os Estados de Amazonas e Roraima têm uma fronteira total de 2.200 km com a Venezuela.

"A situação na Venezuela tem levado ao aumento do movimento migratório. O assunto (...) está ligado à onda migratória com motivação econômica", declarou o ministério da Justiça na semana passada.

afp_tickers

 AFP