Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Galeria abre com exposição de Romero Britto

Exposição de Romero Britto na Galeria Ficher Rohr, em Basiléia.

(swissinfo.ch)

Até o final de novembro, algumas obras do famoso artista pernambucano Romero Britto estarão expostas em Basiléia.

Sua mostra reúne telas e esculturas originais e inaugurou a galeria de arte Ficher-Rohr.

Reconhecido internacionalmente como um dos expoentes da pop art, movimento que surgiu no final dos anos 50, Britto retrata em suas telas situações alegres e dinâmicas.

É muito importante mostrar meu trabalho numa cidade como Basiléia, que tem uma tradição de arte", diz Britto. É verdade. Além de contar com mais de 30 museus, a cidade abriga, anualmente, a maior feira de arte do mundo, a ArtBasel.

As cores fortes, figuras geométricas e temas como corações, flores e animais são marcas do artista, que já pintou mais de cinco mil telas. Muitas delas encantaram suíços.

"A mensagem dele é sempre de otimismo e seus quadros são muito positivos", diz Georges Vanoncini, que agora tem uma tela em casa. "Todos os dias admiro meu quadro", conta.

A exposição em Basiléia demonstrou a receptividade ao trabalho de Britto. "Em apenas 45 dias, 14 deles foram vendidos", diz a galerista Rita Ficher. Atualmente, Britto trabalha por encomenda e novas telas chegarão à cidade em setembro.

Colecionadores famosos

De acordo com ela, semanalmente, seus admiradores, dos diferentes cantões do país, visitam a galeria.

Britto já havia feito exposições em Zurique e Genebra. Há 10 anos tem mostrado seus trabalhos na Europa, com muito sucesso.

Atualmente suas cores decoram as casas de celebridades como Madonna, Michael Jordan, Xuxa, Paloma Picasso – filha de Pablo Picasso – entre outras.

A carreira do artista parece um conto de fadas. Ele saiu de Recife, onde costumava vender seus quadros na rua, para visitar um amigo em Miami: nunca mais voltou a morar no Brasil.

Em 1989, um publicitário de uma marca de vodca gostou de seus traços e pediu que fizesse um rótulo para a bebida. Suas cores e desenhos geométricos apareceram em mais de 60 publicações do mundo.

Até novembro

Logo depois, seu trabalho estava em 1,5 milhão de latas de refrigerantes. Muitos críticos o comparam a Andy Warhol e Roy Lichtenstein.

Além de inaugurar a galeria, o artista doou uma escultura – Blue Dog - ao hospital infantil da cidade. Britto já criou o mural do Christopher's Hospital in Philadelphia, nos Estados Unidos, e o do Great Ormond Street Hospital for Children, em Londres.

O artista ainda oferece suporte com seus trabalhos a entidades como Anistia Internacional, Cruz Vermelha, Sociedade Americana contra o Câncer, além de participar de eventos de combate à Aids.

"Não quero que minha arte fique guardada num depósito e nem quero fazer arte para mim. Quero levar mensagens positivas e fazer com que as pessoas vejam o lado bom e alegre da vida", explicou.

A Galeria Ficher Rohr fica na Schertlingasse, 4 e abre de quartas às sextas-feiras, das 14 às 20 horas. Obras de Romero Britto ficam na galeria até novembro.

swissinfo, Lourdes Sola, Basiléia

Breves

- Romero Brito é tido pelos críticos como um dos grandes expoentes da arte pop contemporânea.

- Ele constuma doar obras (pinturas e esculturas) para apoiar hospitais e organizações humanitárias.

- O artista pernambuco considera que sua arte deve ajudar a embelezar o mundo e não deprimir as pessoas.

- Diz ainda que sua arte reflete as coisas simples e boas da vida.

- Pinturas e esculturas de Romero Britto ficam até novembro na Galeria FicherRohr, em Basiléia, inaugurada recentemete.

Aqui termina o infobox


Links

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

×