Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Há 10 anos morria Dürrenmatt

Dürrenmatt no ano de sua morte.

(Keystone)

Friedrich Dürrenmatt morreu em 14 de dezembro de 1990 ao sofrer um ataque cardíaco. Ele estava com 69 anos e já era conhecido como um dos maiores escritores de língua alemã do século 20. Dez anos depois sua importância é lembrada.

Dramaturgo e romancista, Friedrich Dürrenmatt, juntamente com Max Frisch (1911-1991), são os nomes de maior destaque da literatura suíça. Embos emergiram depois da Segunda Guerra Mundial.

Para Dürrenmatt que continua muito lido - com 6 milhões de exemplares de seus livros vendidos nos últimos 20 anos - mostrar dentro de seu próprio país o horror que a Suíça havia evitado escapando da Guerra foi idéia recorrente em sua obra. Considera-se que tanto ele quanto Frisch preencheram o vazio que o conflito deixara no teatro alemão.

Filho de pastor protestante, Friedrich Dürrenmatt, que nasceu em 1921 na pequena cidade de Konolfingen, perto de Berna, formou-se em filosofia e literatura. Foi questionando valores da sociedade suíça que desenvolveu um humor cáustico que o tornou conhecido.

A fama internacional do autor ficou consolidada com a publicação da peça de teatro "A Visita de uma Velha Senhora", em 1955. Traduzida em vários idiomas e levada ao cinema, a obra percorreu teatros do mundo, inclusive de países sul-americanos.

Mas já era autor reconhecido por obras anteriores em prosa, "A Cidade", "O Túnel", e romances policiais como "A Suspeita"...

Swissinfo com agências.




subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

×