Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Jura O nascimento agitado do mais recente cantão suíço

Faz quarenta anos: em 24 de setembro de 1978, os eleitores e os cantões suíços aceitaram nas urnas a criação do cantão do Jura. Essa separação amigável do cantão de Berna ocorreu após anos de protestos e agitações.

A criação do novo cantão foi aceita por 82,3% dos votos e por todos os cantões. Com a decisão, os municípios de Delémont, Porrentruy e Franches-Montagnes se separaram do cantão de Berna para formar o novo cantão do Jura, o 26º da Confederação Suíça.

Durante muito tempo em pose do Bispado da Basileia, depois agregado à França por um curto período durante a Revolução e o Império, o Jura foi cedido ao cantão de Berna durante o Congresso de Viena em 1815. A integração dessa minoria francófona e católica em um cantão de maioria germanófona e protestante sempre foi tensa. Nos anos 1960 o protesto da população aumentou.

Finalmente a “disputa jurassiana” se resolveu através do voto. Quarenta anos depois da sua criação, o tema ainda continua ser bastante vivo.

De maioria protestante, a parte sul do “Jura histórico” recusou se integrar ao novo cantão. Porém a população de Moutier, a cidade mais importante da região, aceitou em 18 de junho de 2017 a se integração ao cantão do Jura. O voto ainda é contestado na Justiça por grupos contrários à fusão.