Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Mapa sísmico Modelo subterrâneo 3D ajuda no planejamento suíço

O Departamento Federal de Topografia, swisstopo, apresentou um modelo 3D recentemente desenvolvido das características geológicas do planalto suíço. As novas perspectivas da paisagem subterrânea ajudarão na exploração e no planejamento para o futuro.

map of switzerland on app

swisstopo também oferece um aplicativo com mapas de alta definição da Suíça

(Keystone)

O projeto GeoMol enumera as características geológicas subterrâneas e da superfície do planalto suíço, uma vasta área plana que se estende do lago de Genebra, na região oeste, ao lago de Constança, na região leste do país.

Enquanto as partes de superfície do modelo tridimensional foram construídas usando dados topográficos e modelos digitais existentes, as características geológicas subterrâneas foram modeladas de acordo com os dados adquiridos de várias empresas de extração de hidrocarbonetos nos últimos 50 anos.

No total, segundo a swisstopo, informações de mais de 60 locais de perfuração combinadas com os dados de cerca de 5.000 quilômetros de seções sísmicas, "contribuíram decisivamente para o desenvolvimento bem-sucedido do modelo 3D, permitindo-nos mostrar várias camadas e falhas subterrâneas".

O modelo tridimensional possibilita diversas aplicações para as organizações de exploração subterrânea.

Por exemplo, "uma representação segura do subsolo ajuda na exploração de minerais e no planejamento da eliminação subterrânea de resíduos radioativos", disse o departamento federal de topografia.

Pesquisas e mapeamentos adicionais das temperaturas subterrâneas também ajudam no aproveitamento do calor geotérmico.

O projeto GeoMol é o resultado de uma ampla colaboração na Suíça entre vários cantões (estados), universidades e grupos de defesa da energia.

Mapas suíços estão cada vez melhores

A Suíça é líder mundial da fabricação de mapas. Agora, pela primeira vez, a Swisstopo (Agência Federal de Topografia) criou um mapa para smartphones ou computadores capazes de exibir "geodata", dados geográficos computadorizados, em uma escala de 1 a 10 mil. (SRF/swissinfo.ch) Os novos mapas nacionais são mais detalhados do que nunca. Eles são acessíveis a qualquer pessoa tanto no computador como no celular. E são também inovadores para atender as demandas de um mundo onde qualquer usuário com um smartphone pode baixar dados dos mapas e através do sistema GPS de qualquer parte do mundo. Dentre os novos instrumentos desenvolvidos estão uma "linha do tempo" que permitem os usuários a escolher um ponto no mapa suíço e observa, através de através de uma sobreposição instantânea de várias edições, como os lugares mudaram durante um determinado período de tempo. A demanda por dados topográficos atuais e acurados aumenta constantemente, afirma o representante da Swisstopo. O objetivo é produzir automaticamente a cada ano um mapa atual do país. A Swisstopo já imprimir mapas em papel em uma escala de 1 a 25 mil. Ela produz a média de meio milhão de mapas anualmente. Porém cinco vezes mais são imprimidos em casa pelos usuários.


swissinfo.ch/fh

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.