ROMA (Reuters) - Francesco Saverio Borrelli, o procurador italiano líder das investigações anticorrupção da operação Mãos Limpas no início dos anos 1990, que varreu toda uma classe política, morreu, informou sua família neste sábado.

Ele tinha 89 anos e faleceu em um hospital de Milão.

Como o principal promotor do maior escândalo político da Itália desde a Segunda Guerra Mundial, Borrelli comandou uma investigação que levou à prisão de centenas de empresários e políticos e destruiu as carreiras de muitos.

Enquanto o time de procuradores da Mãos Limpas, incluindo Antonio Di Pietro, foram vistos como heróis por muitos italianos, as pessoas envolvidas com o caso ainda se ressentem com o que consideram uma cruzada linha-dura ou até mesmo com motivações políticas.

O establishment italiano foi rápido em elogiar as conquistas de Borrelli neste sábado.

"(Ele foi um) procurador da mais alta ordem, comprometido com a afirmação da supremacia e respeito à lei, que serviu a república com lealdade", disse o Presidente Sergio Mattarella em comunicado. 

(Por Crispian Balmer)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Siga-nos no Instagram

Siga-nos no Instagram

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.