Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Mulheres e ciência Pesquisa científica continua dominada por homens

As mulheres continuam sub-representadas na ciência na Suíça, revela uma comparação internacional.

women working in science

Há uma grande perda de mulheres no nível de pós-doutorado

(© Keystone / Ennio Leanza)

Os números publicados pelo Departamento Federal de Estatísticas no Dia Internacional da Mulher mostraram que a Suíça fica abaixo da média europeia em muitas áreas. A situação está apenas melhorando lentamente, disse um comunicado.

As estatísticas emanam do relatório She Figures 2018Link externo, publicado pela Comissão Europeia, que destaca as mulheres na ciência em toda a Europa.

Há mais mulheres estudando do que nunca. Em 2016, 51% dos estudantes matriculados eram mulheres e constituíam 54% dos formandos com mestrado ou bacharelado.

Cano furado

Mas depois desses níveis, elas começam a abandonar a carreira acadêmica (um fenômeno conhecido como “cano furado”). Quanto maior a posição, menos mulheres estão representadas, segundo o comunicado.

+ sobre o fenômeno “cano furado” (do inglês “leaky pipeline”) na SuíçaLink externo

A situação fica muito clara no nível de pós-doutorado.

chart

chart women in academia

Em alguns setores de pesquisa, muito poucas mulheres fazem doutorado, observou o departamento de estatísticas.

Por exemplo, em TI e tecnologia de comunicações (15% em 2016) e em engenharia (27%). No entanto, elas eram maioria em agricultura e ciência veterinária (76%) e educação (61%). Mas mesmo nessas áreas, as mulheres não conseguiram cargos de gerência (29% para a agricultura e a veterinária).

O número de pesquisadoras também variou conforme trabalhavam no ensino superior (39%), no governo federal (36%) ou na indústria (23%).

Cargos superiores para homens

Os cargos superiores universitários ainda são ocupados principalmente pelos homens. Em 2017, as mulheres representavam 27% dos membros do conselho de pesquisa e 30% dos reitores das universidades.

Segundo o comunicado, um progresso lento foi realizado ao longo dos anos. Desde 2009, o número de mulheres concluindo um doutorado e iniciando sua carreira acadêmica aumentou apenas 2%.

"É de se esperar que leve algum tempo até que a paridade de gênero seja alcançada entre homens e mulheres neste setor", concluiu o comunicado.


Uma Estranha no Ninho Mulher se destaca em profissão de homem

Ursula Keller é professora de física do Instituto Federal Suíço de Tecnologia de Zurique (ETH Zürich). Ela é uma das poucas mulheres a alcançar ...


swissinfo.ch/fh

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.