Your browser is out of date. It has known security flaws and may not display all features of this websites. Learn how to update your browser[Fechar]

Estocando “nuvem”


Montanhas suíças são usadas para armazenar dados




Incorporar

Se cada byte de informação na internet precisa de um local físico para ser armazenado, um dos lugares mais seguros para guardar esses dados é dentro de uma montanha suíça. (Carlo Pisani, swissinfo.ch)

A cerca de 80 quilômetros de Zurique fica um dos maiores bunkers militares suíços já construídos.

Em 2011, o bunker foi convertido em um centro de dados que é agora administrado pela empresa Deltalis. Localizada perto de um dos eixos principais da internet da Europa - os cabos instalados sob a autoestrada Zurique-Milão – a empresa beneficia de tempos de resposta rápidos sobre a internet, ou baixa latência.

Dada a reputação da Suíça de estabilidade e leis relativamente restritivas em matéria de sigilo de dados (as autoridades suíças só podem acessar dados com ordem judicial e a parte interessada deve ser informada), o país é um dos melhores lugares para estocar informações digitais com segurança.

O “Índice de Risco para Centro de Dados Cushman & Wakefield 2016” (Cushman & Wakefield 2016 Data Centre Risk Index), que analisa fatores como desastres naturais, risco político, conectividade, sustentabilidade e segurança energética, classificou a Suíça como o terceiro país mais atraente para o armazenamento de dados.

Normalmente, os clientes da Deltalis são empresas com um foco comum na segurança, como hospedagem de serviços de e-mail, provedores de sistemas de nuvem (cloud), instituições financeiras e empresas farmacêuticas. Frank Harzheim, presidente da Deltalis, diz que metade de seus clientes são empresas estrangeiras, uma tendência claramente em alta.

Será que a reputação da Suíça em termos de sigilo ajuda o país a atrair clientes para o armazenamento de dados? Deixe sua resposta nos comentários abaixo.