Igreja Católica Padre pedófilo e sua vítima falam abertamente

Incorporar

Daniel Pittet foi abusado sexualmente por um padre católico quando era criança. Um livro conta agora a sua história, e o prefácio foi escrito pelo próprio Papa Francisco. (SRF/swissinfo.ch)

Daniel Pittet tinha nove anos quando começou a ser abusado sexualmente por um padre católico durante um período de quatro anos. Ele conta todo seu sofrimento no livro "Mon Père, je vous pardonne" ("Padre, eu te perdoo").

No prefácio do livro, o Papa Francisco escreve que tais agressões são abomináveis e um crime terrível. Pittet espera que o prefácio papal dê esperança a outras vítimas como ele. A vítima, agora com 57 anos de idade, diz que perdoou seu agressor.

Em janeiro, uma comissão foi criada por ordem dos bispos suíços para avaliar pedidos de compensação financeira para vítimas de abuso sexual dentro da igreja católica.


Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.