Your browser is out of date. It has known security flaws and may not display all features of this websites. Learn how to update your browser[Fechar]

Vacas


Raças antigas são melhor adaptadas à mudança climática


Incorporar

Um novo estudo conclui que preservar raças antigas de vacas na Suíça poderia fornecer uma futura fonte de carne e leite mesmo com o aquecimento global. (Julie Hunt, swissinfo.ch

Um projeto de pesquisa recentemente publicado pela Escola Politécnica Federal de Lausanne (EPFL), indica que, devido às alterações climáticas, a Suíça e outros países alpinos devem enfrentar condições mais graves do que países de baixa altitude - e antigas raças suíças de gado como a Evolène do cantão do Valais, são mais adaptadas aos novos desafios.

No final do século 19, o cantão do Valais decidiu concentrar esforços na criação de vacas de uma raça nativa. Como o número de Evolènes, marrons com manchas brancas, diminuía,  ProSpecieRara,fundação suíça para a diversidade genética de plantas e animais, ajudou a salvar as Evolènes da extinção.

Associações de criadores foram formadas e foram registrados os dados genéticos de todos os novos bezerros nascidos. Isso foi feito para evitar o risco de consanguinidade, aumentando as chances de expandir o rebanho. Existem hoje cerca de 400 a 450 Evolènes na Suíça.

As vacas têm chifres pequenos e produzem grandes quantidades de leite em relação à massa corporal. Elas são robusta e menos propensas a pegar infecções do que as raças comuns. Também são muito fortes e bem adaptadas às pastagens selvagens de verão nos Alpes. Adrienne Stettler tem 20 Evolènes em sua fazenda em Utzigen, no cantão de Berna. swissinfo.ch foi descobrir porque ela decidiu manter essa raça antiga.