Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Natal musical No atelier das melhores flautas doces do mundo

Nahaufnahme beim Zuritzen

A empresa familiar Meyerrecorders produz as melhores flautas doces do mundo. Como é que os três jovens empresários, os irmãos Joel e Sebastian Meyer mais Madeleine Imbeck, ganham a vida com este instrumento frequentemente subestimado?

Tudo começou quando Ernst Meyer, o pai de Sebastian e Joel Meyer, decidiu dedicar-se à teoria da música pura e seca quando jovem. Para isso ele escolheu a flauta doce, um instrumento que certamente não era adequado para qualquer virtuosismo. Logo, porém, ele não ficou satisfeito com o som dos instrumentos e começou a polir as flautas que havia comprado. Mas o som desejado não se concretizou, por isso ele próprio decidiu fazer os instrumentos.

Mestre rigoroso

O autodidata Ernst Meyer produziu flautas durante 40 anos e alcançou reconhecimento internacional com seus instrumentos. Ele treinou os seus filhos Sebastian e Joel nesta arte. Anos de prática e muita limagem são necessários para aprender esta arte de alta precisão. "Meu pai era um mestre rigoroso, ele nunca desistiu até atingir a perfeição absoluta", explica Joel Meyer.

Galeria de imagens de como se faz uma flauta

Após a morte do pai, quando contavam respectivamente 28 e 32 anos de idade, os dois fundaram a MeyerrecordersLink externo juntamente com a flautista Madeleine Imbeck para continuar o negócio da família. Lá no meio do nada, na minúscula vila de Hemberg, cantão de St. Gallen, eles montaram suas oficinas. Nenhum deles pretendia originalmente tornar-se produtor de flauta, Sebastian se profissionalizou como escultor de pedra, e Joel queria estudar arquitetura.

Casa isolada no meio de um campo nevado

O atelier de Sebastian Meyer fica ao lado da casa onde vive com sua família, no morro Hemberg, região de Toggenburg.

(Ester Unterfinger/swissinfo.ch)

Natal é a época das flautas

Muitas crianças suíças se familiarizam com a flauta doce no primeiro ano da escola primária, o mais tardar. Para alguns, é uma praga, pois geralmente o instrumento guincha e distorce os sons que supostamente deveriam expressar a paz celestial . Foi por isso que a flauta caiu em descrédito como instrumento para iniciantes e a maioria das crianças muda rapidamente para outro instrumento. Exceto no Natal, quando a flauta é tirada de sua caixa empoeirada para o círculo familiar.

As flautas dos Meyers jogam numa liga superior, porém. Pode-se levar até um ano para fazer uma flauta, porque a madeira tem de secar e repousar. Uma vez terminada uma flauta, Madeleine Imbeck faz os testes de tocagem e som. Quando um músico adquire uma dessas obras-primas - as flautas custam entre 2600 e 3400 francos suíços - ele ou ela costuma voltar aos Meyers durante a fase de 'amaciamento' para afinar o instrumento.

Os três mestres 'flauteiros'

Os dois artesãos e a flautista em sua oficina escondida do mundo.

(Ester Unterfinger/swissinfo.ch)

Os três sócios são unidos pela sua absoluta devoção e paixão por este instrumento. Nenhuma flauta sai da oficina sem que eles estejam absolutamente convencidos da perfeição de seu som. "Essa é a nossa reputação", diz Sebastian com um olhar entusiasmado. "Tivemos um mestre tão talentoso que nos ensinou como enxergar o som no instrumento!"


Palavras-chave

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Siga-nos no Instagram

Siga-nos no Instagram

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.