Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Negócio controverso Maior grupo suíço de mídia reforça sua dominância

Jornais pertencentes ao grupo Tamedia

Cerca de 40% da circulação diária de jornais na Suíça de língua alemã são publicados pelo grupo Tamedia, segundo o sindicato do setor, o syndicom. 

(Keystone)

O maior grupo de mídia da Suíça, a Tamedia, de Zurique, fechou um acordo com um dos políticos mais polêmicos do país, Christoph Blocher.

Em troca da transferência de alguns dos seus jornais locais gratuitos para a empresa de Blocher, a Tamedia adquirirá o prestigiado jornal de língua alemã Basler Zeitung (BaZ), anteriormente co-propriedade do político do Partido Popular Suíço (SVP em alemão, UDC em francês).

“A integração do Basler Zeitung na rede da Tamedia permitirá uma forte equipe editorial regional”, anunciou o gigante midiático de Zurique na quarta-feira.

O syndicom, sindicato de mídia, disse que a aquisição do BaZ por parte da Tamedia permitirá que a empresa "expanda ainda mais sua posição dominante na mídia suíça". Mesmo sem esse acréscimo, segundo o relatório, 40% da circulação diária da imprensa de língua alemã na Suíça é publicada pela Tamedia; na Suíça francófona, essa participação é ainda maior, com 69%.

Apesar de ter perdido cerca de 20% de seus leitores desde 2013, o BaZ atualmente ainda tem uma taxa de circulação diária de 46.353, de acordo com os últimos dados do instituto de publicidade de mídia Wemf.

Em troca da venda do jornal, a Zeitungshaus AG, empresa de Blocher, incorporará vários jornais locais gratuitos da Tamedia, sendo o mais importante o jornal local Tagblatt, de Zurique, distribuído gratuitamente para a maioria dos lares da cidade.

A Zeitungshaus AG, que Blocher co-fundou, disse que a empresa tinha como objetivo "promover a diversidade de mídia" na Suíça e que a transação serviria a esse propósito.

O sindicato de mídia Syndico também criticou o acordo, pois permite que o “bilionário Christoph Blocher expanda seu império de notícias gratuitas”. Suspeita-se que ele aproveitará as várias redações regionais para “fins de propaganda para suas campanhas”.


swissinfo.ch/ets

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.