Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

O mais rápido possível, o mais lento necessário Suíça reabre fronteiras com cautela

A Suíça reabrirá parcialmente cinco pontos de passagem de fronteira com a França no cantão de Genebra que haviam sido fechados como parte das medidas de combate à pandemia do coronavírus.

closed border crossing point

Muitos postos de fronteira foram fechados como parte das medidas de combate ao coronavírus

(Keystone)

A Administração Alfandegária Federal (AAF) disse no domingo que reabrirá esses pontos para fazer frente à esperada retomada do tráfego fronteiriço no futuro próximo.

A alfândega suíça diz esperar um forte aumento do tráfego fronteiriço a partir de 27 de abril, após o anúncio do governo nesta semana de um plano de saída da crise. Segundo a administração, já é esperado mais tráfego a partir da segunda-feira 20, devido a fatores como o fim das férias da Páscoa e a retomada das viagens para trabalhar em determinados setores da economia.

Desde meados de março, o governo federal introduziu controles fronteiriços com os países vizinhos em um movimento destinado a proteger a população suíça e manter a capacidade do sistema de saúde suíço. A entrada dos países vizinhos só é permitida para cidadãos suíços, pessoas com autorização de residência e pessoas que tenham de viajar para a Suíça por motivos profissionais.

O tráfego fronteiriço tem sido, portanto, canalizado para os maiores postos alfandegários para controle, enquanto cerca de 130 pontos de passagem de fronteira através da Suíça estão fechados. No cantão de Genebra, nove pontos estão atualmente abertos ou parcialmente abertos, com a polícia cantonal ajudando os agentes da alfândega a realizar os controles.

A AAF diz que está monitorando a situação e adaptará seu sistema de controle de fronteira, se necessário.




swissinfo.ch/fh

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Conteúdo externo

Viver e trabalhar nas montanhas graças à internet

Viver e trabalhar nas montanhas graças à internet

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.